shutterstock_380041711

Deixar o filho se vestir como quiser: É uma boa opção?

Conforme a criança começa a crescer e a desenvolver sua personalidade, é muito comum que ela comece a criar seus próprios looks. Afinal, quem sabe de quais cores, estampas e modelos seus filhos gostam melhor do que eles mesmos? Mas, como toda liberdade, esta também deve ser orientada, e esse é um papel dos pais. No post de hoje, vou falar de como você pode ajudar seu filho a se vestir sozinho e comprar e organizar as roupas infantis para ele. Confira!

Desenvolvendo a liberdade e a confiança

A personalidade da criança está em desenvolvimento desde os primeiros meses de vida e, quando seu filho já está andando, conversando e aprendendo cada vez mais, ele atingiu um estágio importantíssimo de formação.

Por isso mesmo, é essencial que os pais deixem a criança explorar, descobrir e conhecer o que a interessa para que, assim, possa formar sua personalidade de forma independente, descobrindo seus gostos, preferências e também as coisas de que não gosta. E deixar o filho se vestir como quiser é uma parte importante disso.

Abandonando as concepções de gênero

Toda menina gosta de rosa, lacinhos e florzinhas? Todo menino gosta de super-heróis? Claro que não! Mas essas ideias preconcebidas que dividem tudo entre “coisas de menina” e “coisas de menino” ainda estão muito presentes na sociedade.

Por isso, na hora de deixar a criança escolher como vai se vestir, é extremamente necessário que você jamais a reprima nesse sentido: não faça sua filha se sentir mal e deslocada por ser a única garota vestindo calça jeans e camiseta de super-herói enquanto as outras estão todas de vestido.

Afinal, mesmo se a criança tiver essa liberdade de escolher suas roupas, você deve sempre protegê-la enquanto permite que ela explore suas preferências. E isso inclui deixá-la pensar por si mesma em vez de simplesmente seguir o que os outros fazem ou acham que deve ser feito. A lição de pensamento independente de que não é preciso seguir os padrões é uma que a criança carregará para a vida toda.

Orientando e ajudando na hora de se vestir

Deixar seu filho e sua filha se vestirem como quiserem não significa, claro, que eles podem usar qualquer peça a qualquer momento. Afinal, a bermuda que seu menino adora não é a opção mais adequada para um dia de frio ou de chuva.

Uma ótima sugestão para fazer com que o guarda-roupa da criança sempre tenha peças de que ela gosta é levá-la junto na hora das compras. Escolhendo o que comprar, você pode, ao lado dela, já oferecer sugestões de combinações: procure, por exemplo, uma blusa que vai ficar linda com a saia preferida da sua filha. Na hora de escolher o que vestir, ela levará o que você disse em consideração.

Outra ideia excelente é a de organizar o guarda-roupa da criança de acordo com a estação do ano. Assim, no verão, ela poderá escolher apenas entre as roupas boas para o calor, enquanto os casacos e moletons ficam guardados.

Pode acontecer, também, de a criança querer usar o tempo todo uma única peça. Tente descobrir porque isso está acontecendo: é por que ela se sente protegida usando a camiseta de seu herói preferido? Ou só pelo conforto ou pela cor? Talvez ela goste muito de quem deu aquela roupa para ela de presente. Depois, converse com a criança e ofereça outras opções de roupa. Explique também que se ela usar aquela peça de que tanto gosta o tempo todo, ela estragará logo.

E então, pronto para deixar seu filho se vestir sozinho? Quais são as roupas infantis de que suas crianças mais gostam? Tem outras dúvidas sobre o assunto? Deixe seu comentário e troque experiências com nossos leitores!

Um comentário

  1. Mateen
    17/07/2016 at 8:27 am

    All of my questions senated-lhttks!

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *